O que fazerRegião Serrana-RJRio de JaneiroSerras no RioTeresópolis

Trilha da Pedra do Elefante em Teresópolis

A Trilha da Pedra do Elefante em Teresópolis é uma das boas trilhas que a Região Serrana (RJ) reserva para os mais aventureiros. Confesso que sempre quis fazer, mas nos muitos anos que vinha para Teresópolis, eu nunca a tinha feito, mas foi depois que me tornei morador local que tomei vergonha na cara e passei a fazer essa trilha, que tem fácil acesso e é muito boa para curtir o contato com a natureza.

Vista do alto do último mirante da Pedra do Elefante

A entrada da trilha fica bem pertinho do Mirante da vista Soberba (mais conhecido como Mirante do Soberbo), que fica bem em frente a entrada da cidade de Teresópolis na divisa com a cidade de Guapimirim. Para começar a caminhada, basta seguir à pé pela beira da estrada (Rio-Bahia) por uns 50 metros do Mirante do Soberbo, até a placa do “Parque Estadual dos 3 Picos“, logo a direita você já vai ver a trilha. A trilha fica dentro dos limites do Parque Estadual e por isso, antes da entrada dela, encontramos uma barraca do INEA (Instituto Estadual do Ambiente) com dois monitores colhendo assinaturas dos frequentadores e dando informações.

A entrada da trilha fica nas margens da estrada Rio-Bahia, bem em frente a placa do Parque Estadual dos 3 picos.

O topo da Pedra do Elefante fica a 1.180 metros de altitude, para chegar lá a caminhada dura cerca de 40 minutos de ida (bom, dá até pra fazer em 30 minutos), mas seguindo um ritmo tranquilo, dando umas pequenas paradas para descansar e hidratar, acho que é melhor considerar os 40 minutos mesmo. Os primeiros 20 minutos são de subida mais intensa, bem íngreme, com degraus em meio de pedras e raízes de árvores. Depois disso, tem uns 3 minutinhos de caminho em parte quase plana, até voltar a subir com mais intensidade, mas nada preocupante, um nível moderado que dá pra aguentar bem, sem problemas.

A trilha é bem íngreme em seus primeiros 20 minutos de caminhada.
Quase chegando no primeiro mirante, já da pra avistar o Dedo de Deus dessa “janela” na mata.

Depois de uns 25 minutos de subida, você chegará no primeiro mirante, um pequeno descampado com pedras onde é possível já ter uma bela vista para o Dedo de Deus e a principal cadeia de montanhas da Serra dos Órgãos. Logo abaixo, dá pra ver o Mirante do Soberbo, a estrada de descida para o Rio de Janeiro e, olhando para o lado oposto, tem a bela vista da cidade de Teresópolis, com o Lago Comary e a Granja Comary, onde fica a sede da Seleção Brasileira de Futebol, em primeiro plano.

No primeiro mirante, um pequeno espaço de rocha, de onde você aprecia um visual em 360º
A cidade vista do primeiro mirante, com o Lago Comary em primeiro plano

Continuando a subida, depois de pouco tempo de caminhada, você chegará na primeira descida que exigirá um pouco mais de esforço, pois é uma pequena ribanceira (de aproximadamente 4 metros), que é preciso usar uma corda (que fica no local) para apoiar sua decida. Após essa descida, do outro lado, uma pequena parede de rocha (de aproximadamente 3,5 metros) que também tem uma corda de apoio para te ajudar a “escalaminhar” e subir.

As duas partes um pouco mais complicadas, dois barrancos que tem até cordas de apoio pra subir/descer
São alguns metros que dá pra “escalaminhar” de forma bem tranquila (e ainda tem cordas pra ajudar)

Mas depois desse pequeno esforço tudo vai valer a pena, após passar por essas duas partes você andará apenas mais um pouco e logo chegará no mirante principal, com uma vista lindíssima de frente para as principais montanhas da Serra dos Órgãos, como Escalavrado, Dedo de Nossa Senhora, Dedo de Deus, Cabeça de Peixe e outras. Agora é o momento de curtir a paz do lugar e fazer muitas fotos e vídeos! Aproveite!

Vista panorâmica da Serra dos Órgãos e da entrada de Teresópolis
Enfim, depois da caminhada, hora de curtir o mirante da Pedra do Elefante e a paz do lugar!

DICAS PRA TRILHA

A trilha é bem íngreme e com vários trechos escorregadios, então vá com um tênis apropriado para caminhadas, com solado bom e confortável. Evite fazer a trilha em época de chuvas e apesar dela ser bem tranquila e sinalizada, evite caminhar sozinho, vá sempre com alguém e de preferência com alguma pessoa local ou guia experiente.

Não deixe de levar uma garrafa de água para se hidratar ao longo do percurso, siga o seu ritmo e não tenha pressa em chegar. Se resolver fazer a trilha na época do Verão, dê preferência para ir de manhã, evitando o risco dos temporais comuns nessa época do ano. Mas o ideal mesmo é fazer durante o outono ou inverno.

A trilha é tranquila, exige um esforço leve/moderado, leva cerca de 30 a 40 minutos para conclui-la. Nós vimos algumas crianças pequenas com seus pais realizando a caminhada, mas sinceramente, eu aconselho a só levar crianças acima de 12 anos, pois apesar daquela parte de descida e subida utilizando as cordas não ser tão difícil, poderá ser bem complicada para os pequeninos e a trilha é feita para diversão e não para expor nossos pequenos ao risco desnecessário, não é mesmo?! Nesse caso, lembre-se que Teresópolis tem outras trilhas mais apropriadas para crianças pequenas, como as que tem dentro do Parque Nacional, a trilha da Pedra da Tartaruga, entre outras.

 


Boas Viagens e lembrem-se….Seu destino é você quem faz!
VIVA EXPERIÊNCIAS intrip.com.br
CURTA facebook.com/intripBR
SIGAtwitter.com/intripBR
VEJA instagram.com/intripBR
Booking.com
Post anterior

intrip Group, marketing de conteúdo e turismo de experiência

Próximo post

Pedra da Tartaruga em Teresópolis, com café da manhã