Foz do IguaçuO que fazerParaná

Usina de Itaipu em Foz do Iguaçu

Visitar a usina de Itaipu em Foz do Iguaçu é realmente a chance de conhecer uma obra audaciosa e de dimensões impressionantes. A Itaipu Binacional fica no no rio Paraná e é administrada por Brasil e Paraguai. A usina é líder mundial em geração de energia limpa e renovável, que abastece 75% do Paraguai e cerca de 17% do Brasil.

Usina Itaipu em Foz do Iguaçu
Usina Itaipu em Foz do Iguaçu

A USINA de Itaipu

A usina de Itaipu fica dentro de um território binacional, pois quando você passa pela barreira de entrada é como se você estivesse entrando em um território neutro entre os dois países (Brasil e Paraguai). A construção da usina foi iniciada em 1975, com a criação da barragem no rio Paraná foi formado o 7º maior reservatório do Brasil, com cerca de 1.350 km² de área inundada. Cerca e 24 municípios brasileiros e paraguaios ficaram de baixo d`água e por isso recebem royalties de compensação.

Existe um acordo entre os dois países e tudo precisa ser dividido igualmente dentro da usina. São cerca de 3.500 funcionários, metade de cada país e a energia produzida ali é 50% disponibilizada para cada uma das nações. Porém, o Paraguai usa apenas 10% da energia gerada, o que já atende aproximadamente 75% da demanda nacional deles. Por isso, os outros 40% da energia paraguaia é vendida para o Brasil, que fica com um total de 90% da energia gerada em Itaipu, abastecendo assim cerca de 17% da demanda brasileira.

Entrada da Itaipu, onde começa a visita técnica por dentro da Usina.
Entrada da Itaipu, onde começa a visita técnica por dentro da Usina.

Conhecendo a Usina de Itaipu

Estimular o turismo é um dos objetivos da Itaipu Binacional, não só para ajudar a financiar outros projetos internos, mas para colaborar com o desenvolvimento turístico da região. É possível visitar a Usina de duas formas: como turista (veja valores e cada tipo de modalidade de passeio disponíveis) ou por meio da visita institucional (precisa ser agendada), que é realizada apenas para instituições de ensino e pesquisa, autoridades e chefes de estado, representantes de empresas, imprensa e militares.

Como nós estávamos cadastrados no Festival de Turismo das Cataratas como imprensa e fazíamos parte de uma presstrip, participamos da Visita Técnica, a mais completa, que incluía a visita panorâmica e visita especial interna da usina.

Nosso tour pela Usina Itaipu começou pelo centro de recepção do visitante, onde recebemos crachás e capacetes para usar nas partes internas. Depois de um rápido vídeo institucional, embarcamos em um ônibus que nos levou pela parte externa até o mirante do Vertedouro e o Mirante Central, onde é possível ver a barragem principal. Depois de passar pelos mirantes, nós seguimos para a visita técnica, onde conhecemos a parte interna da usina, conhecemos a  Sala de Controle Central e Sala de Despacho de Carga, visitando ainda a galeria dos geradores, barragem e um eixo de turbina.

Visão do mirante do vertedouro
Visão do mirante do vertedouro

Nossa primeira parada foi no mirante do Vertedouro, ele estava seco, é preciso de sorte para ver o vertedouro aberto, pois só há necessidade de abri-lo cerca de 10% do tempo durante o ano todo, enfim, não tive sorte de ganhar na Megasena e nem de vê-lo aberto. Mas mesmo assim é muito bacana de se ver. Depois temos a parada no mirante central, de onde temos uma boa visão da barragem e de seus enormes condutores.

O letreiro da Itaipu no mirante do Vertedouro / A visão do mirante central
O letreiro da Itaipu no mirante do Vertedouro / A visão do mirante central
Condutores que levam a água até as turbinas geradoras de energia
Condutores que levam a água até as turbinas geradoras de energia

Antes de iniciar a visita técnica precisamos colocar fones de ouvidos especiais para poder continuar ouvindo nossa guia, pois o barulho dos milhões de litros d`água passando pelos condutores é realmente muito alto. São cerca de 29 trilhões de litros de água que passam pela barragem e descem pelos condutores numa altura de cerca de 112 metros até chegarem nas turbinas geradoras.

Ao entrar, começamos um passeio por dentro da barragem, que tem cerca de 8km  de extensão e pode chegar até 196 metros, o equivalente a um prédio de 65 andares. Sua construção consumiu 12 milhões de metros cúbicos de concreto, enquanto o ferro e o aço utilizados permitiriam a construção de 380 Torres Eiffel. A altura impressiona! Fomos circulando e descendo pelas camadas da barragem, passando pelas salas de controles, até chegar perto do leito original do rio. É claro que ainda tivemos a oportunidade de ver o eixo de uma turbina em funcionamento, gerando energia.

Foram usados cerca de 12 milhões de metros cúbicos de concreto na construção de Itaipu
Foram usados cerca de 12 milhões de metros cúbicos de concreto na construção de Itaipu
São cerca de 196 metros de altura
São cerca de 196 metros de altura
O eixo de uma dos turbinas em pleno movimento e gerando energia.
O eixo de uma das turbinas em pleno movimento e gerando energia.


Olha a barulheira da turbina rodando e gerando energia!
(Veja mais vídeos e fotos de nossas trips! Acompanhe nosso Stories e Instagram @intripBR )

A sala de controle de despacho de carga (SDC) é o local onde uma equipe atua em regime de turnos de revezamento para garantir o relacionamento operacional entre Itaipu e os centros de operação das empresas interligadas brasileiras ( Furnas, ONS e Copel) e paraguaia (Ande).

Sala de controle de despacho de carga (SDC) / Sala central de controle
Sala de controle de despacho de carga (SDC) / Sala central de controle

Em uma galeria acima das salas de controle é bem interessante ver algumas fotos mostrando em ordem cronológico o momento em que o rio Paraná teve seu curso original desviado para a construção da barragem.

post_Itaipu_intrip_8

Nosso roteiro já estava perto do fim, mas antes voltamos para o ônibus e fomos até o outro lado da margem do rio, na parte paraguaia e tivemos uma outra visão, bem de pertinho, do vertedouro. Em seguida seguimos e passamos por cima da barragem. É muito impressionante quando você olha a sua esquerda e vê o reservatório cheio até a boca pertinho de onde passamos, mas na sua direita você vê cerca de 115 metros de altura até a parte de baixo da barragem onde o rio continua seu curso.

Passamos por cima da barragem de Itaipu
Passamos por cima da barragem de Itaipu
O Vertedouro visto de cima da barragem / E o Vertedouro visto do mirante paraguaio
O Vertedouro visto de cima da barragem / E o Vertedouro visto do mirante paraguaio

Depois de passar por cima da barragem, chegamos no Porto Katamaram, onde você pode aproveitar para fazer um passeio pelas águas do lago de Itaipu em um barco Kattamaram de 35 metros com capacidade para 200 pessoas, para contemplar uma vista privilegiada, especialmente no momento do pôr do sol. Em nosso caso, ficamos no restaurante na beira do lago, almoçamos e aproveitamos a bela vista! Mas com certeza voltaremos para fazer o passeio de barco!

Passeio de Katamaram pelo reservatório de Itaipu
Passeio de Katamaram pelo reservatório de Itaipu

Se você for para Foz do Iguaçu não deixe de incluir a Usina em seu roteiro, com certeza você vai sair de lá impressionado com as dimensões dela e de suas histórias. O circuito especial dura em torno de 2h30, mas veja cada tipo passeio para saber a duração de cada um. Além das visitas que fizemos, a usina oferece outras modalidades de passeios, como conhecer o Ecomuseu, o refúgio biológico,  a iluminação da barragem, test-drive de Carro elétrico e o pólo astronômico. Vejas aqui as opções.

INFORMAÇÕES IMPORTANTES:
Para fazer o circuito especial, com visitação nas partes internas, fique ligado nessas regras:

  • Ter mais que 14 anos
  • Estar com calçados fechados
  • Roupas abaixo do joelho
  • Documentos originais com fotos
  • É permitido fotografar e filmar
  • Proibido bolsas e mochilas nas áreas internas

Agradecimentos

Obrigado a Itaipu Binacional que nos convidou para fazer parte dessa presstrip em Foz do Iguaçu, a Cliptime pela a organização, a Loumar Turismo pela parte operacional e ao hotel Wyndham que nos hospedou.


Boas Viagens e lembrem-se….Seu destino é você quem faz!
 
VIVA EXPERIÊNCIAS intrip.com.br
CURTA facebook.com/intripBR
SIGAtwitter.com/intripBR
VEJA instagram.com/intripBR
Post anterior

Festival de Turismo das Cataratas 2017

Próximo post

11 destinos com praia para quem quer fugir do inverno