DestinosDicas & NewsO que fazerRio (capital)Rio de Janeiro

Como conhecer o Cristo Redentor (ou não!)

Quer saber como conhecer o Cristo Redentor? A gente vai te contar, mas também falar sobre como NÃO conhecer o monumento mais famoso do Rio de Janeiro e do Brasil. Localizado no alto do morro do Corcovado, que fica no bairro de Santa Teresa, dentro do Parque Nacional da Tijuca, considerado uma das 7 novas maravilhas do mundo. Também não é para menos, pois do alto dos mais de 700 metros (acima do nível do mar) é possível curtir um visual incrível de boa parte da Cidade Maravilhosa.

Cristo Redentor, um dos pontos mais visitados do Rio e do Brasil
Cristo Redentor, um dos pontos mais visitados do Rio e do Brasil

Como conhecer o Cristo Redentor (ou não):  Nossa experiência!

Existem 3 maneiras para você chegar lá no alto, mas uma delas eu realmente vou adiantar que pode ser uma experiência bem desgastante! Em uma das visitas da mãe da Kamily (ou seja, minha sogra) e da sobrinha dela, que moram em Fortaleza, resolvemos levá-las para conhecer a famosa estátua. Porém, não havíamos nos planejado e por isso fomos em cima da hora. Chegamos na estação do “trenzinho do Corcovado” e a primeira complicação foi arrumar uma vaga. Achamos em uma rua ao lado, no alto de uma looooonga ladeira e onde o “flanelinha” (guardador de carro) queria me cobrar R$10….pow, pra guardar o carro na rua?! Cade o bilhete do “vaga-certa”? Pois é…não tinha, então para não correr o risco de ter o carro danificado, negociei e deixei R$5 ( o vaga-certa no Rio custa R$2).

Chegamos para comprar nosso ingresso do trenzinho (R$62), mas eram 11h30 e só tinha vaga para o trem de 13h30. Como era muito tempo pra esperar, resolvemos buscar uma outra opção, resolvemos ir de VAN. Bom..foi aí que começou nossa aventura! Só Vans credenciadas e autorizadas por um consórcio ligado ao Parque da Tijuca podem subir até o alto do Corcovado, então tivemos que pegar “vans alternativas”.

Comprar Ticket da Van "alternativa" que te leva da estação do ternzinho até a estação Paineiras
Compra de Ticket da Van “alternativa” que te leva da estação do trenzinho (no Cosme Velho) até a estação Paineiras
Antes de chegar no Cristo, podemos visitar o Mirante Dona Marta
Antes de chegar no Cristo, podemos visitar o Mirante Dona Marta
No Mirante Dona Marta é possível ter uma bela imagem da Zona Zul carioca
No Mirante Dona Marta é possível ter uma bela imagem da Zona Zul carioca

Conversei com um cara que fica no portão da estação oferecendo a passagem, sem muita opção no dia, aceitamos e embarcamos em uma Van do outro lado da rua, que nos levou para um outro ponto a cerca de 3 minutos dali. Tivemos que ir num guichê e comprar nossa passagem (R$25 ida-volta, mas só no dinheiro). Depois, pegamos nossa primeira fila para embarcar e começar a subir o bairro de Santa Teresa. Em seguida, cerca de 10 minutos depois, fomos deixados no Mirante Dona Marta, com um visual incrível da cidade e com vista para o Pão de Açúcar e de um outro ângulo do Cristo! Bem legal! (quem quiser dá pra chegar nesse mirante por uma trilha também…mas outro dia falo sobre isso!).

Vista do Mirante Dona Marta
Vista do Mirante Dona Marta
Cristo Redentor visto do Mirante Dona Marta
Cristo Redentor visto do Mirante Dona Marta

Voltando para o ponto de onde fomos deixados, pronto, já fomos nós para mais uma fila e pegar mais uma Van. Agora sim, bora pro Cristo, certo?! Errado! Chegamos apenas num ponto no início do Parque, nas “Paineiras“, perto de um antigo hotel, onde só as vans credenciadas podem subir. Por isso tivemos que desembarcar e ainda teríamos que comprar um novo ingresso, entrada no Parque com direito a Van credenciada (R$35 ida-volta para aquele ponto e poderia pagar no cartão). A fila na bilheteria era enorme, nós conseguimos ir rápido por que a Kamily grávida e minha sogra, maior de 60 anos, entraram na fila de prioridade, caso contrário perderíamos ali pelo menos uns 30 minutos. Depois, seguimos, pegamos mais uma pequena fila e embarcamos em outra Van, que nos levou por cerca de 5 minutos até os pés do Cristo.

Ao chegar na estação Paineiras, mais filas e outra Van para chegar no Cristo
Ao chegar na estação Paineiras, mais filas e outra Van para chegar no Cristo

Finalmente chegamos no Cristo e ali foi só curtir o visual e a grandeza daquela obra de 30 metros de altura, inaugurada em 1931. Fomos num domingo e em época de férias escolares (outra coisa que não aconselho, mas no meu caso eu não tive escolha pois só tinhamos aquele dia pra ir.) por que estava muito lotado! Justamente por ser no mês de julho, época das férias, tinha muito turista, muita gente disputando espaço nas muretas e até no chão, deitados para conseguir tirar aquela foto num ângulo diferente com o Cristo ao fundo! Mas é divertido!

Visual da Lagoa Rodrigo de Freitas vista do alto do Corcovado
Visual da Lagoa Rodrigo de Freitas vista do alto do Corcovado
É normal ver viajantes se desdobrando para conseguir um ângulo diferente na foto com a estátua do Cristo
É normal ver turistas se desdobrando para conseguir um ângulo diferente na foto com a estátua do Cristo

Na volta, começou novamente a aventura das filas. Pegamos uma van que desceu até o ponto nas Paineiras, de lá mais uma fila para pegar outra van que nos levou de volta ao ponto perto da estação do Trenzinho, no bairro do Cosme Velho. Essa aventura toda nas Vans começou 11h30 e terminou por volta de 16h00 (contando nosso tempo de visita lá no alto). E foi bem desgastante….mas no fim todos se divertiram com a situação! Subir de van é mais barato, pois somando a primeira van (alternativa) com a van credenciada (com ingresso do Parque) o total foi de R$60, enquanto que o trenzinho (que já inclui ingresso do Parque) custa R$62. Nooossa, que economia, não é mesmo?! Mas definitivamente, não volto a subir de van!

Filas no Ponto de vans credenciadas no alto do Corcovado.
Filas no Ponto de vans credenciadas no alto do Corcovado.

Outras maneiras de subir o Corcovado

Subir o Corcovado à pé

A trilha começa no Parque Lage, no bairro do Jardim Botânico e leva cerca de 2h30 para ser concluída! E ao meu ver, a maneira mais bacana pra curtir, mas exige um pouco de preparo físico. No início a caminhada tem pouco inclinação e é no meio da Mata Atlântica, onde dá pra curtir bem o ambiente e de repente ter a sorte de esbarrar com alguns macacos! Depois começa ficar mais puxado, a inclinação aumenta e pode ser bem difícil para a galera mais sedentária! No final rola uma caminhada em terreno menos inclinado próxima a linha férrea do trenzinho. Vale a aventura! Existem algumas operadoras no Rio que oferecem guias para essa subida.

Subir o Corcovado de trenzinho

A subida de trenzinho é bem bacana e dura cerca de 20 minutos. Tem saídas em torno de 30 em 30 minutos, mas é bom se programar por conta das filas, principalmente na alta temporada. Uma dica boa é comprar antecipadamente pelo site do “Trem do Corcovado” ou quiosques da RioTur (em Copacabana ou no Centro). VEJA AQUI detalhes de valores e horários.

Subir o Corcovado de Carro ou taxi

Você pode subir com seu carro ou até de taxi, mas só poderá chegar até as “Paineiras“, o ponto mais próximo do Cristo que você pode ir com veículo próprio, depois dali, terá que comprar um ingresso para entrar no Parque, que inclui a Van que vai te deixar aos pés da estátua. A vantagem que ali idosos (acima de 60) e crianças (até 11 anos) não pagam, mas em compensação, tem que conseguir arrumar uma vaguinha e pagar estacionamento.

Subir o Corcovado de Van

Esse é o modelo que eu não curti, mas ok, eu tive que unir as vans “alternativas” pra me levar até as Paineiras e de lá seguir, o que foi desgastante. Mas é possível pegar vans credenciadas em outros pontos do Rio e ainda comprar antecipadamente. Nesse caso elas vão direto e dependo do ponto de partida o trajeto vai durar cerca de 45min. Os pontos de partida são em Copacabana, no Largo do Machado e nas Paineiras. VEJA AQUI mais informações sobre valores e as regras para ir de van credenciada.

Sim, são muitas filas, é muito cheio! Mas no final o que importa é curtir o visual! E nosso pequeno viajante já foi abençoado em sua primeira "aventura" no Cristo!
Sim, são muitas filas, e é muito cheio! Mas no final o que importa é curtir o visual! E nosso pequeno viajante já foi abençoado em sua primeira “aventura” no Cristo!

Visitar o Cristo Redentor realmente vai ser uma aventura, principalmente em alta temporada, mas não tem jeito, principalmente pra quem nunca foi, será preciso encarar todas as dificuldades, a multidão de turistas e os preços caros (uma água por exemplo é R$5). Mas no final vai poder dizer que conheceu essa obra incrível que é a estátua do Cristo. Sem contar com o visual! Então, escolha uma das maneiras que tem o seu perfil, prepare-se para essas “pequenas dificuldades” e de preferência, se for de trenzinho ou de van, compre com antecedência!


Boas Viagens e lembrem-se….Seu destino é você quem faz!
 
VIVA EXPERIÊNCIAS intrip.com.br
CURTA facebook.com/intripBR
SIGAtwitter.com/intripBR
VEJA instagram.com/intripBR
ASSISTA: youtube.com/intripBR
Post anterior

Um dia em Bangkok, meu primeiro dia na Tailândia.

Próximo post

3 dicas de lugares para ver o pôr do Sol em São Paulo