Artigos & CausosDestinosO que fazerRio (capital)Rio de Janeiro

Nossa experiência com Stand Up Paddle em Copacabana

Stand up paddle em Copacabana é uma combinação perfeita para ter uma boa experiência no Rio de Janeiro. Nos fins de semana principalmente as praias ficam lotadas, então se puder vá em um dia de semana comum. A melhor coisa, se você é um iniciante, é ir no verão para aproveitar as águas calmas e tranquilas durante a estação. É quando fica mais fácil para quem tá começando, praticar essa modalidade que atrai cada vez mais adeptos.

Nós fomos experimentar dar umas remadas e ver se esse esporte é tão bacana assim. Mas onde fazer stand up paddle em Copacabana? E como aprender? Foi ai que conheci Angelica Coutinho, ela é uma engenheira e apaixonada pelo esporte, tão apaixonada que inventou uma prancha para treinos in door, isso mesmo, é possível aprender as técnicas com uma prancha que simula a instabilidade do mar e hoje ajuda professores de academia e instrutores pelo Rio para ensinar como ficar em pé no prancha antes mesmo de cair na água. Mas falaremos das pranchas dela e de sua empresa de treinos, a Vibe Training em outra ocasião.

Praticando stand up paddle em Copacabana
Praticando stand up paddle em Copacabana

Foi num papo durante uma manhã de sexta-feira que Angelica me apresentou ao Eduardo Laucas, um surfista e especialista em Stand Up Paddle. Ele foi um dos primeiros a montar um ponto de aluguel de pranchas ali no posto 6 de Copacabana, conhecido como SupCopa. Depois de uma boa conversa fui convidado a cair na água. Eduardo me perguntou se eu já havia subido numa prancha, então falei que andava de skate, porém ele me disse que a base de skate em nada iria me ajudar. Logo descobria isso na prática.

Nesse dia o mar estava com águas totalmente lisas, sem ondas, é o que os surfistas chamam de “flat”. Remei deitado até me afastar da área onde ficam os banhistas e depois segui todas as dicas do Eduardo para poder ficar de pé. E claro, obviamente ali foi meu primeiro tombo, justamente porque achei que seria igual a ficar em pé num skate, Erro aprendido, subi mais atento e segui a risca as dicas do Eduardo e então consegui ficar em pé, me posicionei na maneira correta e comecei a remar.

No meu primeiro dia de remada ao lado do instrutor Edu Laucas e    da amiga Angelica Coutinho (Vibe Trainning)
No meu primeiro dia de remada ao lado do instrutor Edu Laucas (SupCopa) e da amiga Angelica Coutinho (Vibe Training)

Depois que consegui ficar em pé foi bem tranquilo, remei por uns 30 minutos na companhia do Eduardo e Angelica, não cai nenhum outra vez e eles até me disseram que para primeira vez fui muito bem! Deu tempo até pra fazer um selfie em grupo (rs). Descobri que o Stand Up Paddle tem mais de um estilo, é possível praticá-lo pegando ondas, remando em velocidade para corridas (Stand up paddle race) ou simplesmente, o que particularmente chamo da “modalidade contemplativa”, onde o objetivo é remar com os amigos ou mesmo sozinho para curtir a paisagem e o momento! E foi o que eu eu fiz naquele dia! E depois em outro dia, em outro dia e espero poder continuar praticando cada vez mais em outros dias!

Depois que se consegui ficar em pé, ai foi só curtir!
Depois que se consegui ficar em pé, ai só curtir e remar!
Existe uma hora que é bacana dar uma pausa na remada e simplesmente parar e curtir a paisagem
Existe uma hora que é bacana dar uma pausa na remada e simplesmente parar e curtir a paisagem


OS BENEFÍCIOS PARA A SAÚDE
Para ficar em pé na prancha de SUP, é preciso deixar as pernas e o abdômen contraídos para a manter o equilíbrio e por isso você termina trabalhando todo o corpo, pés, pernas, abdômen e braços. É um esporte aeróbico, e confesso, acho bem melhor do que ficar me exercitando numa esteira trancado numa academia, pois além exercitar, a prática o aproxima da natureza. Além disso, é indicado para qualquer pessoa, de qualquer idade, sem a necessidade de um preparo físico muito grande para começar a praticar, ou seja, é uma boa forma de começar a se movimentar e abandonar o sedentarismo.

ONDE PRATICAR EM COPACABANA?
Copacabana atualmente está cheio de praticantes de de Stand Up Paddle, por isso ao longo de toda orla é possível encontrar pontos para aluguel de pranchas. Mas eu costumo indicar (e volta e meia estou por lá), a barraca SupCopa, no posto 6. O dono é o instrutor Eduardo Laucas, ele sempre te atende bem, tem uma equipe gente boa e ainda pode te dar umas aulas caso você precise (pode falar que é amigo do INTRIP!). É só chegar ali bem do lado do Forte de Copacabana, que logo você vai ver a barraca do SupCopa.

Copacabana e a pratica de Stand Up paddle. Nos fins de semana fica bem lotada.
Copacabana e a pratica de Stand Up paddle. Nos fins de semana fica bem lotada.
Ponto de aluguel de Stand up Paddle em Copacabana.
SUP COPA, um dos principais pontos de aluguel de Stand up Paddle em Copacabana.


QUANTO CUSTA?
Você pode remar por meia-hora e pagar R$30,00 ou optar por ficar 1 hora inteira na remada e pagar R$50,00. Lá é possível pagar com dinheiro ou cartão. E ainda tem um lugar para guardar suas coisas enquanto rema.

Então é isso ai galera, nós curtimos muito remar de Stand up paddle, espero que vocês curtam também!
A gente se encontre por ai, remando e curtindo o visual das praias brasileiras!

Boas Viagens e lembrem-se….Seu destino é você quem faz!
 
VIVA EXPERIÊNCIAS intrip.com.br
CURTA facebook.com/intripBR
SIGAtwitter.com/intripBR
VEJA instagram.com/intripBR
ASSISTA: youtube.com/intripBR
Post anterior

Subindo a Pedra do Sino, uma experiência nas montanhas de Teresópolis

Próximo post

Hostels no Rio: 5 dicas de lugares descolados pra se sentir em casa