Beber & ComernormalRio (capital)Rio de Janeiro

Roteiro dos botecos no Bonde do Becoza

Roteiro dos Botecos – Uma das melhores coisas para poder conhecer melhor a cultura de um lugar é entender um pouco mais sobre a gastronomia local e para isso é legal descobrir os melhores cantinhos frequentados por moradores. E se tratando do Rio de Janeiro, cidade famosa por seu clima boêmio, é quase uma obrigação conhecer os botecos tradicionais, ou como os cariocas carinhosamente os chamam, os “Pé-sujos”.

Quem vem visitar o Rio de Janeiro, muitas vezes fica “preso” aos bares e restaurantes da zona sul carioca (Ipanema, Copacabana, Leblon, etc..) mas esquece, ou não recebe a informação, que tem muita coisa boa no subúrbio da cidade, como os tradicionais botequins, onde amigos se reúnem para uma cerveja gelada e um bom bate-papo! Essa é justamente a proposta do “Bonde do Becoza“, que criou um roteiro para mostrar bares e botecos da zona norte, que você com certeza não encontra num pacotão de agência de viagem comum!

BondeBecoza_intrip_15
Bar Sobral da Serra em Madureira

O “Bonde” é uma idealização do colunista JUAREZ BECOZA, que há mais de 10 anos escreve uma coluna no jornal O Globo sobre a cultura dos botequins. Na verdade, Becoza é o pseudônimo do autor da coluna, mas que a pedido dele, nós não vamos revelar sua identidade e continuaremos tratando-o apenas como Juarez, nosso especialista dos botecos e anfitrião neste roteiro! Essa ideia nasceu apenas com o objetivo de levar os amigos de Becoza para dividir seus conhecimentos boêmios, mas ele logo viu que poderia compartilhar esses conhecimentos com outras pessoas e obviamente que tudo isso poderia virar negócio! E virou!

O roteiro normalmente passa por 4 botecos, mas nem sempre são os mesmos, pois a ideia é descobrir constantemente algo novo para oferecer as melhores experiências para os “passageiros do Bonde”. Juarez escolhe os botecos de acordo com a época do ano, por conta de algum tipo de evento (como o “Comida Di Buteco“) ou simplesmente quando ele descobre algum petisco novo que é feito em algum bar que ele ache interessante mostrar. Mas é claro, sempre existem os “trunfos na manga” do nosso anfitrião, para qual ele reserva paradas estratégicas que não podem faltar!

BondeBecoza_intrip_18
O tradicional Bar Aurora, em Botafogo, é o ponto de partida.

BondeBecoza_intrip_19
O “Bonde” é a bordo de uma Van, para quem for beber não precisar dirigir.

 

O local de encontro é o bar AURORA no bairro de Botafogo, apesar de ser apenas o ponto de partida, tudo já começa ali mesmo. O bar funciona desde 1898 e tem muita tradição na região gastronômica da Rua Capitão Salomão. A boa pedida é o bolinho de feijoada!

BondeBecoza_intrip_20
Bolinho de feijoada do Bar Aurora.

 

Saímos de lá a bordo de uma Van com capacidade para até 14 pessoas (além do nosso anfitrião, é claro!). Fomos em direção ao bairro de Madureira, no subúrbio do Rio, onde estava planejada nossa primeira parada, o bar SOBRAL DA SERRA. No caminho, Juarez já foi falando um pouco do que nos aguardava, pois o dono do bar é um antigo comerciante de bacalhau e por isso mesmo a especialidade é uma posta crua do peixe marinada no azeite, isso mesmo, bacalhau cru! Mas a receita própria com o azeite de ervas, alho e pimenta, faz realmente com que o sabor seja algo inimaginável. Só provando para saber! Ô coisa boa!

BondeBecoza_intrip_12
O Sobral da Serra era um depósito de venda de bacalahau, hoje, especialidade da casa

BondeBecoza_intrip_16
Bacalhau um terço” com mini fritas, criado especialmente para o festival “Comida Di Buteco”

BondeBecoza_intrip_17
Bacalhau cru, marinado em azeite de ervas! Muito bom e com um sabor único.

BondeBecoza_intrip_14
A Dupla do intrip visitando o Sobral da Serra durante o “Comida Di Buteco”

BondeBecoza_intrip_21
O bar Sobral da Serra é especializado em bacalhau.

BondeBecoza_intrip_13
Uma foto com Leandro (camisa preta), dono do Sobral e especialista em bacalhau e com o Juarez (A pedido dele, está “disfarçado” para não revelar sua verdadeira identidade)

O papo estava bom, mas tinhamos que seguir, então toca o “Bonde”! Nosso destino agora era o bairro de Ramos, onde iríamos conhecer um verdadeiro boteco de esquina. O BAR DA PORTUGUESA existe desde 1972 e quem comanda tudo por lá é uma portuguesa muito simpática, a dona Donzília Gomes, responsável pelos melhores petiscos típicos portugueses. Destaque para os pastéis de camarão com catupiry e o o bolinho de aipim com carne-seca. Porém, a melhor pedida foi a fritada gigante, apelidada de “fritada do Seu Helio” em homenagem a um antigo frequentador assíduo do bar! Tivemos a oportunidade de encontrar com o fotógrafo Berg Silva, filho do Seu Hélio, que deu origem ao nome do petisco. A fritada realmente é algo de outro mundo, ainda mais se acompanhada com a boa cerveja gelada…hummm!

BondeBecoza_intrip_08
Bar da Portuguesa em Ramos

BondeBecoza_intrip_10
O melhor petisco, a “fritada do Seu Hélio” em homenagem a um antigo frequentador assíduo.

BondeBecoza_intrip_09
Donzília Gomes (a dona) e Berg Silva (filho do Seu Hélio, que deu origem ao nome da fritada)

BondeBecoza_intrip_11
Os passageiros do “Bonde” e o Juarez Becoza ( “disfarçado” graficamente)

A próxima e última parada é no bairro do Cachambi, o bar é o CACHAMBEER, segundo nosso anfitrião Juarez, ali tem uma das mais famosas (e gostosas) costelas no bafo da cidade! A fama é tão grande que quando chegamos lá por volta de 16h30 ainda tinha uma longa fila, que durou até as 17h30. Não é muito fácil conseguir vaga por ali, mas ainda bem que já tínhamos uma mesa reservada especialmente para os passageiros do “Bonde do Becoza”. Nosso anfitrião nos informa sobre as figuras do bar, como o cozinheiro Pança, o gente boa gerente Zé e o dono e figuraça Marcelo Novaes (que infelizmente no dia que nós fomos, não estava por lá!), diz a lenda que ele falou que um dia bebeu de mais e resolveu comprar a “birosca” onde sempre bebia com os amigos e hoje essa “birosca” se tornou o Canhambeer, que cresceu e atrai botequeiros de todos os cantos. As boas pedidas são a Costela no Bafo (claro!), a tábua chamada “Infarto Completo” (com torresmo, coração, carne seca, carne de sol, aipim, etc) e muitos outros pratos e petiscos típicos de um bom boteco!

BondeBecoza_intrip_07
O bar Cachambeer, no bairro do Cachambi

BondeBecoza_intrip_06
As famosas costelas são preparadas literalmente no bafo dentro desses “fornos”.

BondeBecoza_intrip_04
A costela mais famosa e saborosa da cidade.

BondeBecoza_intrip_03
A “panceta” do porco, nada light, mas muito boa!

BondeBecoza_intrip_02
A galera do “Bonde” já tinha uma mesa cativa esperando para degustação no Cachambeer

Chegamos ao final do roteiro e podemos dizer que a experiência foi muito bacana! Para quem é de fora da cidade vale muito a pena, mas até para o carioca vale bastante também, pois é uma forma diferente de conhecer esses cantinhos da cidade. O fato de ter o Juarez como anfitrião garante um atendimento mega vip, muitas histórias dos botecos, receber as melhores dicas gastronômicas e ainda ser apresentado para os donos de cada bar! Além disso, o clima amigável com os outros participantes é muito legal, fizemos amizade rapidamente e realmente parecia que estávamos saindo com nossos velhos amigos locais! Ahh e ainda tem o fato de contar o tempo todo com a VAN do Bonde, pois não há a preocupação de ter que dirigir! Até por que, depois de 4 bares, você não vai ter condições de pegar no volante!

BondeBecoza_intrip_05
Saideira, expulsadeira e pé na bunda….É, não dá vontade de sair desse “Bonde”


SERVIÇO

O passeio custa em torno de R$150 a R$250 por pessoa. O preço varia por que o Juarez sempre pode dar desconto para quem vai em casal, para quem não bebe cerveja (só bebe caipirinha por exemplo), para quem não bebe nada (sim, por que mesmo sem beber tem muita coisa pra curtir e degustar!) e em algumas outras possíveis situações!

A Van normalmente parte de Botafogo, mas Juarez também faz roteiros para grupos fechados e nesse caso a Van pode buscar os botequeiros no hotel que estejam hospedados ou em outro ponto de encontro previamente combinado!

O passeio geralmente acontece aos sábados e começa por volta de 11h e vai até cerca de 18h, todos os petiscos, degustações e bebidas consumidas durante o roteiro já estão inclusos e o participante não precisa tirar a carteira do bolso para mais nada! Ahh… e o Juarez ainda fornece água dentro da Van para a galera se hidratar entre um bar e outro!

CURTIU?!

Se quiser fazer uma reserva, pode falar direto com o dono do bonde pelo Facebook do Juarez.

PARA GRUPOS privados, caso você queira fazer um tour só com seus amigos, clientes ou funcionários, reúna no máximo 14 pessoas e feche seu próprio bonde! Fale conosco e te ajudaremos a reservar e organizar todo seu roteiro diretamente com o Juarez! Fale conosco: contato@intrip.com.br (Assunto: “Quero reservar o meu Bonde do Becoza“)

 

Boas Viagens e lembrem-se….Seu destino é você quem faz!

VIVA EXPERIÊNCIAS intrip.com.br
CURTA facebook.com/intripBR
SIGAtwitter.com/intripBR
VEJA:instagram.com/intripbr

 

Post anterior

FloatBall, as "bolas flutuantes" da Lagoa

Próximo post

Passeio de barco no Rio