DestinosnormalO que fazerRio (capital)Rio de Janeiro

Ilha Fiscal e Museu da Marinha

Resolvi visitar a Ilha Fiscal e Museu da Marinha, um daqueles passeios que normalmente eu, como morador da cidade, nunca tinha parado e dado muito atenção. Você passa quase todo dia na frente, sabe que lá tem atração e muitas historias para conhecer e mesmo assim sempre falta aquele tempinho para ir dar uma conferida! Pois bem, resolvi dar um “Checklist” em mais esse passeio e virar viajante na minha própria cidade.

A Ilha Fiscal, é o local conhecido por ter realizado “O Último Baile do Império”, que aconteceu alguns dias antes da Proclamação da República e o Museu da Marinha, é na verdade um espaço cultural bem interessante….

Ilha Fiscal (Rio de Janeiro)
Ilha Fiscal (Rio de Janeiro)


ESPAÇO CULTURAL DA MARINHA

Na verdade o passeio pode ser ao estilo “2 em 1”, já que tudo começa com uma visita ao ‘Espaço Cultural da Marinha” que tem várias atrações que mostram um pouco da história brasileira. As maiores delas são o Submarino-museu Riachuelo, um Helicóptero da marinha e a Nau do descobrimento. O Submarino e o Helicóptero estão abertos para visitação e o público pode conhece-los por dentro (só que nós demos azar e o submarino estava fechado para manutenção no dia em que nós estivemos por lá).

Outra grande atração é o navio-museu Bauru que foi construído e utilizado pelos EUA até 1944, quando foi transferido para Marinha do Brasil, servindo em inúmeras missões na II Guerra Mundial. Em 1982, após 40 anos de atividades e algumas reformas e adaptações, o contratorpedeiro foi transformado num museu. É possível visitar seu interior e conhecer um pouco das instalações e de como era o cotidiano dos marinheiros naqueles dias. Existem algumas escadas e portas bem apertadas para passar, para quem tem alguma dificuldade de locomoção pode ser um pouco complicado visitá-lo.

ilhaFiscal_intrip_14Helicóptero aberto a visitação

ilhaFiscal_intrip_12É possível conhecer como funciona o interior do Submarino Riachuelo

ilhaFiscal_intrip_13Nau do Descobrimento, construida para as comemorações dos 500 anos do Brasil

ilhaFiscal_intrip_11Navio-museu Bauru

ilhaFiscal_intrip_09Interior do contratorpedeiro Bauru

ILHA FISCAL

A ilha Fiscal foi criada para ser um posto alfandegário para o controle das mercadorias a serem importadas e exportadas pelo porto do Rio de Janeiro na época do Império. Para chegar na Ilha é preciso pegar um saveiro, num trajeto rápido de aproximadamente 10 minutos, mas com um visual belíssimo que mostra um outro ângulo do centro da cidade. Quando o saveiro está em manutenção ou em caso de mau tempo , o acesso é feito por micro-ônibus, já que a ilha é ligada artificialmente ao continente. Chegando na ilha a visita é guiada, onde somos levados a conhecer um pouco da história do local, sobre o famoso “último baile da monarquia” e algumas curiosidades da arquitetura do prédio.

Confesso que esperava um pouco mais do passeio. A visita é bem rápida, dura cerca de 40 minutos no máximo, em nenhum momento tivemos um tempo livre com calma para poder curtir o ambiente. O local é lindo, o clima é agradável, mas mau sentamos num banco a beira-mar para apreciar a vista e já fomos chamados para voltar ao barco. Mas o lugar é fantástico e cheio de história!

ilhaFiscal_intrip_05Cais da Ilha Fiscal

ilhaFiscal_intrip_01Rio de Janeiro visto da Ilha Fiscal

ilhaFiscal_intrip_04Famosos vitrais do castelo da Ilha

ilhaFiscal_intrip_03Tela que retrata o “último baile do império”

ilhaFiscal_intrip_02Mesa de jantar que até hoje recebe eventos para chefes de Estado em visita ao Brasil

PASSEIO DE BARCO – Rebocador Laurindo Pitta

Além do passeio para a Ilha Fiscal, é possível fazer uma passeio no rebocador Laurindo Pitta, que também sai do cais do Espaço Cultural da Marinha. Ele foi construído na Inglaterra, em 1910 encomendado pelo governo brasileiro e participou, em 1918, da Primeira Guerra Mundial, realizando tarefas de apoio. Desde 1997 foi adaptado para servir como atração turística, onde é possível fazer um passeio que passa pelas Ilhas das Cobras, Fiscal, das Enxadas e Villegagnon e também próximo a cidade de Niterói. O visitante conhecerá a história de cada ilha, suas utilizações pela Marinha e as principais características dos navios de guerra atracados na Ilha das Cobras. Outros pontos turísticos e históricos também podem ser avistados durante o passeio, que dura cerca de uma hora e meia.

ilhaFiscal_intrip_07Ilha das Cobras

rebocador_intripRebocador Laurindo Pitta ( foto: Cyro A. Silva)

ilhaFiscal_intrip_08Porto da Marinha na Ilha das Cobras

SERVIÇO
( A bilheteria abre as 11:00)


ESPAÇO CULTURAL DA MARINHA

(Vista ao Navio-museu, submarino e Helicoptero)

Horário: 12:00 às 17:00
Dias: terça à domingo
Ingresso: ENTRADA FRANCA

ILHA FISCAL

Horário de saídas do saveiro: 12:30 / 14:00 / 15:30
Dias: quinta à domingo
Ingresso: R$ 20,00
Obs: R$10,00 (menores de 12 anos e maiores de 60 / professores / estudantes / militares)

 

PASSEIO MARÍTIMO
(rebocador Laurindo Pitta)

Horário de saídas:: 13:15 / 15:15
Dias: quinta à domingo
Ingresso: R$ 20,00
Obs: R$10,00 (menores de 12 anos e maiores de 60 / professores / estudantes / militares)
Veja aqui detalhes do roteiro

 

Boas viagens e lembre-se….Seu destino é você quem faz!

VIVA EXPERIÊNCIAS intrip.com.br
CURTA facebook.com/intripBR
SIGA twitter.com/intripBR

Booking.com
Post anterior

Tour gastronômico em São Paulo

Próximo post

O mistério começa a ser revelado

Comentários