CorrespondenteDestinosnormalTunisia

Viajar para Tunísia – O desembarque

Depois de se preparar e decidir ir para um destino, no mínimo incomum, nossa correspondente finalmente desembarca na Tunisia. Ah você não leu o primeiro post dela falando um pouco sobre esse país e principalmente os principais cuidados e preparativos para uma viagem pra lá? Então LEIA AQUI o primeiro post.

Espero que goste também deste texto e acompanhe a viagem de nossa amiga! Saiba agora como foram as primeiras impressões dela ao desembarcar, as primeiras providências necessárias que ela indica e claro, como foi a experiência de chegar num país de cultura tão diferente!

Boa Leitura!
Editor blog intrip

intrip_Tunisia_02_01Aeroporto de Tunis Carthage

Depois de horas e horas de vôo, como você fica? Cansado(a)? Eu estava com a corda toda!

Minha ida foi via Paris, então 10h Rio – Paris, depois 2:55h Paris – Tunis. Ao desembarcar no Aeroporto de Tunis Carthage, logo avistei meu amigo que foi me buscar, muitos abraços e berros de “não acredito que estou aqui”, e a partir daí comecei a tomar as providências básicas para uma semana de sobrevivência na Tunísia: trocar Dólares por Dinares Tunisianos e comprar um chip local para meu celular (você pode conferir com a sua operadora se o seu celular funcionará por lá, mas eu não confiaria, pois no site da minha diz que sim e a realidade é outra). O aeroporto é pequeno, o que facilita muito e você encontra tudo que precisa. As casas de câmbio, aluguel de carros, operadoras de celular, estão todas reunidas no mesmo hall da saída do aeroporto. Rezem para achar alguém que fale inglês ou esteja com seu francês em dia. Sortuda eu, não precisei descobrir já que meu amigo é tunisiano e foi meu tradutor durante quase toda minha viagem.

CÂMBIO

A taxa de câmbio do dia estava US$1 = 1.600TND (lê-se “um dinar e seiscentos milimes”, que equivalem a R$2,12. Sim, o dinheiro deles vale mais que o nosso). Eu peguei uns 650TND (em torno de R$850) para usar em 7 dias, o resultado é que não só deu como sobrou. Tudo na Tunísia é muito barato para quem vai do Brasil (na realidade nosso país é caro demais).


NAS RUAS

Próximo passo foi encontrar a proprietária do apartamento que aluguei por temporada para pegar as chaves, saímos do aeroporto e fomos em destino a La Marsa, menos de 15km de distância e já deu pra ter uma ideia de como funciona a cidade, o trânsito, sinalização, organização, limpeza e etc. Para quem quiser entender a distância: http://goo.gl/maps/cVgb3

intrip_tunisia_02_02Highway Marsa-Tunis

A highway Marsa-Tunis é uma linha expressa que tem bandeiras durante toda sua extensão, mas demorei alguns dias para perceber que não são apenas bandeiras da Tunísia, há também bandeiras da Turquia, pois são países amigos e a Tunísia apóia a revolução que está acontecendo por lá, coisa linda de se ver! O aeroporto fica localizado bem no meio da cidade, então as ruas em volta dele são todas muito bem cuidadas e o trânsito flui que é uma beleza. Não vi buracos, engarrafamentos, nada fora do normal, e os taxis deles também são amarelos (rs).

O CLIMA

O clima estava lindo, perfeito, parecia até que eu encomendei. Começo de junho é quase chegando no verão, o que resulta esse céu azul lindíssimo sem nuvens e uma brisa geladinha que me fez usar bastante o único casaquinho que levei (porque me garantiram que estaria calor). Creio que a temperatura estava em torno de 23 graus, mas na real não faço ideia pois lá não se vê os relógios na rua que mostram a temperatura, como temos aqui no RJ.

P1040665La Marsa

Se vê muitos prédios baixos em residenciais em La Marsa, o bairro em que fiquei. Quem mora lá é classe média-alta. Para alugar o apartamento eu utilizei o Airbnb , mas vou falar sobre essa experiência em outro post….

 

TEXTO ESCRITO PELA CORRESPONDENTE:

LuandaLuanda Pereira,

Sou feliz, designer/webdesigner, arquiteta de informação, corredora (faço 5km em 32′ ) e sou uma futura gostosa.

 

Boas Viagens e lembrem-se….Seu destino é você quem faz!

VIVA EXPERIÊNCIAS: intrip.com.br
CURTA facebook.com/intripBR
SIGA twitter.com/intripBR

 

Post anterior

O que fazer em Barcelona no verão?

Próximo post

Viajante Sangue bom

Comentários